A fé precisa de liberdade: o Relatório sobre Liberdade Religiosa

O primeiro relatório sobre liberdade religiosa foi publicado pela ACN na Itália em 1999. Como sempre, o relatório indica se a liberdade religiosa relacionada às grandes religiões do mundo está sendo respeitada e como a situação evoluiu nos últimos dois anos.

O relatório examina 196 países, compreende quase 800 páginas e é publicado em seis idiomas. Ele é um dos quatro relatórios sobre a situação da liberdade religiosa no mundo. Os outros três são publicados pelo centro de pesquisa Pew, dos EUA, pelo Ministério de Relações Exteriores dos EUA e pela Comissão de Liberdade Religiosa Internacional dos EUA (USCIRF). O relatório da ACN é o único relatório não governamental da Europa a levar em conta a doutrina social católica.

Em novembro de 2020, o relatório da ACN “Liberdade Religiosa no Mundo” foi elaborado pela 15a vez. No entanto, devido à pandemia, a data de publicação foi adiada para 20 de abril de 2021. A triste conclusão: desde o último rela-tório, a situação da liberdade religiosa não melhorou. Pelo contrário: ela piorou em todo o mundo.

O crescimento do nacionalismo étnico-religioso em países como Sri Lanka e Índia e a crescente perseguição de cristãos e muçulmanos por grupos islâmicos extremistas são destacados no relatório como desenvolvimentos preocupantes, assim como o uso da tecnologia de reconhecimento facial na China, que também está sendo usada para restringir a liberdade religiosa.

Download the Executive Summary: