Europa Ocidental/ Leste Europeu em 2018

Mesmo 30 anos depois da mudança política, as consequências do comunismo ateu continuam perceptíveis no leste europeu. A população e a Igreja sofrem com grandes dificuldades econômicas em muitos locais. Além disso, muitas igrejas locais até hoje sofrem com sua expropriação. A ACN acompanha a igreja do leste europeu há muitos anos em seus trabalhos de reconstrução materiais e espirituais com vários projetos de auxílio. Já na Europa ocidental, a problemática dos refugiados continua a ser um grande desafio para a Igreja. Nesse sentido, a ACN fomenta principalmente o acompanhamento pastoral de refugiados cristãos.

Até hoje, as igrejas locais do leste europeu lutam para recuperar seu patrimônio confiscado com a expropriação durante o comunismo. Além disso, em muitos países do leste europeu, a Igreja também tem dificuldades materiais devido à crise econômica, o que afeta também conventos e seminários. Muitas igrejas locais ainda dependem de ajuda do exterior para poder manter o acompanhamento pastoral.

» Ainda é preciso muito trabalho de reconstrução – tanto material quanto espiritual. «

As áreas a ser atendidas por padres nos países do leste europeu muitas vezes são grandes. E há uma necessidade enorme por lideranças que entendam as necessidades das pessoas e as ajudem a encontrar um caminho espiritual. Por isso, a formação de padres, religiosos e leigos é importantíssima e está entre as maiores prioridades da ACN.

Mas também há avanços positivos, principalmente na Rússia. Apesar de a Igreja Católica ainda ser uma minoria no país, ela está cada vez mais presente na sociedade. A ACN fomenta o diálogo entre a Igreja Católica e a Ortodoxa há mais de 25 anos – um diálogo que ganhou um novo impulso com o encontro histórico entre o Papa Francisco e o Patriarca Kirill de Moscou em fevereiro de 2016. Surgiram novas iniciativas para uma colaboração construtiva, da qual a ACN também participou ativamente.

Related: