Menu
Menu

Oriente Médio

Pode haver paz no Oriente Médio? Muitas pessoas já não acreditam mais nisso e estão à procura de um novo lar. Mas há motivos para esperança. Momentos de cessar fogo, reconstrução e ajuda externa. Estamos em uma época na qual as feridas cicatrizam e a esperança germina, inclusive para os cristãos da região. Desde o início da guerra, a ACN está ativa para a Igreja local com projetos de ajuda. 13,2 milhões de euros foram dados à Igreja na Síria e no Iraque só em 2019. Foi destinado um total de 16,8 milhões de euros para o Oriente Médio.

Quando as armas se silenciam e o olhar se levanta, torna-se visível a extensão total da destruição no Oriente Médio. A vista passa por paisagens de ruínas, montanhas de escombros, partes de concreto e crateras de terra rachada. Muitas vezes, a alma das pessoas está num estado semelhante. Elas estão traumatizadas e em sua maioria sofrem dificuldades incríveis, especialmente nos meses de inverno.

Padre sírio-católico G. Jahola nas ruínas da igreja Mar Benham em Baghdeda.
Padre sírio-católico G. Jahola nas ruínas da igreja Mar Benham em Baghdeda.

A reconstrução de igrejas restaura também as almas dos fiéis.

Nos primeiros anos da guerra, quando os cristãos lutavam por sua mera sobrevivência, a ACN salvou dezenas de milhares de cristãos com projetos de ajuda de emergência. Essa solidariedade e misericórdia deu a muitos deles coragem para regressar e reconstruir sua pátria. Mas milhões de refugiados e pessoas deslocadas continuam em campos nos países vizinhos. Entre eles há muitos cristãos. Eles também querem regressar à sua terra natal e viver a sua fé. E para isso, eles precisam de igrejas. Por isso, além da ajuda de emergência, a ACN foca cada vez mais no apoio sustentável à reconstrução das infraestruturas destruídas da Igreja. Afinal, igrejas criam identidade e fortalecem a fé no futuro.

Related: