Menu
Menu

Albánia em 2016

Number of projects in 2018
J
0
Project
applications
K
0
Funded
projects
Type of projects in 2018
Head of Section

Este pequeno país na península dos Bálcãs conta com cerca de 2,8 milhões de habitantes e pertence aos países mais pobres da Europa. Os cristãos são aqui uma minoria. Tal como os fiéis, também a Igreja local luta pela subsistência. A maior preocupação é principalmente a falta de recrutamento de sacerdotes e bispos, assim como o crescimento do Islão fundamentalista.

Em 2016, as iniciativas de ajuda para a Europa de Leste encontraram-se com os bispos da Albánia, Montenegro, Bósnia e Kosovo. O objetivo foi encontrar soluções para a crise financeira das Igrejas locais. Prevaleceu um amplo consenso de que se trata sobretudo de assegurar a funcionalidade dos ordinariatos e paróquias, e oferecer aos sacerdotes uma segurança básica em caso de doença e na velhice.

Trabalho pastoral com crianças na igreja paroquial em Jaru.
Trabalho pastoral com crianças na igreja paroquial em Jaru.

» Na Albánia, a Igreja tem falta do materialmente mais necessário. «

Onde os postos de trabalho são raros, não só a população, mas também a Igreja sofre privações. Por isso, os nossos fundos para a Albánia foram canalizados principalmente para a subsistência de sacerdotes. Outro problema enfrentado até agora tem sido a falta de novas nomeações de bispos. Entretanto, o Papa preencheu novamente três dos seis episcopados albaneses. Perante o ardor das forças islâmicas fundamentalistas, que são apoiadas pelo mundo árabe, este é um sinal claro.