Nicarágua em 2018

Número de projetos 2018
J
47
Project
applications
K
13
Funded
projects
Tipo dos projetos 2018
Responsável pelo projeto

A Nicarágua é o segundo país mais pobre da América Latina, depois do Haiti. Desde 2018, há novamente revoltas na população, após o regime do presidente Ortega anunciar a redução da aposentadoria. Nos protestos que ocorreram em seguida, mais de 400 pessoas morreram com a violência dos militares. A Igreja tentou durante meses agir como intermediária no conflito violento e ofereceu abrigo em centros comunitários para perseguidos e feridos. A ACN não se envolve com a política, mas apoia atividades pastorais em locais como a Nicarágua, que ajudam as pessoas concretamente.

“Ser jovem e católico é perigoso na Nicarágua” – isso foi dito no último ano durante a perseguição de pessoas da oposição e críticas ao regime em muitas comunidades do país. Mas para a Igreja, o importante é mostrar presença e ficar à disposição das pessoas inclusive em tempos de crise. Ou, como o Papa João Paulo II disse: “O amor das obras dá uma força imensurável ao amor das palavras”.

Continuamos apoiando o engajamento da Igreja na Nicarágua, por exemplo na construção da infraestrutura para a formação de candidatos a padres após o seminário de padres de Manágua ter sido fechado durante a crise por motivos de segurança. Nossa ajuda financeira possibilitou a construção de novos centros comunitários para novas paróquias em áreas rurais. Esses centros não são só um ponto de encontro espiritual e social para as comunidades, mas também possibilitam a formação de catequistas para jovens leigos.

» Ser jovem e católico é perigoso na crise atual da Nicarágua. «

Para facilitar a missão e o acompanhamento pastoral para a Igreja, a ACN também ajuda a financiar veículos e barcos, indispensáveis para muitas paróquias devido às condições geográficas e climáticas extremas no “país dos mil vulcões”.